imagem do corona vírus
Se apresentar sintomas leves de gripe como: tosse, coriza, dor de cabeça, ligue: 0800 647 5225

ASSISTÊNCIAPrefeitura realiza cadastro e emite Carteira do Autista no movimento “Mães Coragem Indesistíveis” no dia 17 de maio

09/Mai/2022 - 08:45

Dando seguimento ao projeto de consolidar o cadastramento e emissão da Carteira Municipal de Identificação do Autista (CMIA) dos beneficiários junto a associações, entidades e grupos que atendem a população autista na capital, a Prefeitura de Porto Velho, via Departamento de Proteção Social Básica (DPSB), da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família (Semasf), realizará o trabalho no próximo dia 17 de maio, no movimento “Mães Coragem Indesistíveis”, na sede da APAE, à Rua Cristina nº 6386, Bairro Igarapé – Porto Velho.

Flaviana Tertuliana e Alclenice Hifran, lideranças do Mães Coragem Indesistíveis, estiveram na Semasf, no Departamento de Proteção Social Básica (DPSB), quando reuniram com os técnicos do Departamento acertando os detalhes do trabalho de cadastramento para obtenção da CMIA que será realizado no próximo dia 17 de maio.

O movimento “Mães Coragem Indesistíveis” nasceu de uma necessidade de juntar forças em prol de um objetivo. Flaviana Tertuliana mãe de dois filhos atípicos, vendo, sentindo e passando por várias dificuldades com seus filhos, resolveu criar um movimento formado por mães de pessoas que tem deficiências, doenças raras e altas habilidades para que juntas fossem buscar os direitos dos seus filhos e juntas, mutuamente, se ajudassem a levantar a autoestima dessas mães que enfrentam todos os tipos de dificuldades na sociedade para criar dignamente seus filhos.

CADASTRO

Mesmo com esse trabalho de atender in loco as entidades e instituições, o cadastramento continua ocorrendo em todos os Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e no Centro de Referência Especial em Assistência Social (Creas) de Porto Velho.

A Semasf avisa que para realizar o cadastro são necessários os seguintes documentos do requerente (pai/mãe/ tia etc.): documento de identidade com foto e comprovante de residência. Do autista (filha ou filho etc.): documento de identificação (RG, certidão de nascimento, qualquer um); laudo médico; uma foto (pode ser tirada pelo celular, até mesmo na hora do cadastramento) e número do SUS. Informações complementares: tipo sanguíneo e um e.mail de referência.

“Com o documento em mãos o autista tem prioridade no atendimento e o acesso a serviços públicos e privados, em especial nas áreas de saúde, pronto atendimento, educação e assistência social, evitando constrangimentos e o acompanhamento de laudos para comprovação da condição, beneficiando o próprio beneficiário e seu acompanhante”, informou o secretário da Semasf, Claudi Rocha.

Texto: Adaides Batista

Fotos: Semasf


logotipo da prefeitura de porto velho logotipo da prefeitura de porto velho