BRASÍLIA Recursos poderão ser liberados para atender imigrantes venezuelanos

21/Nov/2019 - 14:17

O secretário municipal de Assistência Social e Família (Semasf), Claudi Rocha, e equipe técnica, seguindo determinação do prefeito, Hildon Chaves, estiveram em Brasília durante a semana, em busca de viabilizar recursos para atender a população de imigrantes venezuelanos no município de Porto Velho e outras pautas urgentes da Semasf como a ampliação do serviço de Família Acolhedora.

Na reunião com a equipe técnica da Secretaria Nacional de Assistência Social, que foi acompanhada pelo deputado federal Expedito Neto, foi informado que é possível a liberação de recursos em casos de “emergência social”, como aconteceu quando da enchente de 2014, que recursos extras foram liberados para suprir a necessidade de atender emergencialmente os desabrigados da enchente.

O município de Porto Velho deve encaminhar a necessidade de atendimento à população de imigrantes venezuelanos, com as devidas exposições de motivos, para que a equipe técnica da Secretaria Nacional de Assistência Social faça as devidas análises dos relatórios.

De acordo com o secretário Claudi Rocha, a reunião foi produtiva nessa busca de atender os imigrantes e a população portovelhense; discutimos também o serviço de Família Acolhedora e o trabalho social realizados em nossas unidades de atendimento. O secretário agradeceu o deputado Expedito Neto que fez questão de acompanhar a equipe da Semasf e prestar apoio nas reivindicações para Porto Velho.

Claudi Rocha informou que ficou definida a realização de reuniões por videoconferência entre as equipes da Semasf e a equipe da Secretaria Nacional de Assistência Social. A videoconferência evitará que o ministério libere técnicos para o município que necessite de receber alguma informação específica, serviço que pode ser suprido com a utilização da tecnologia da videoconferência.

Semasf - 21.11.2019

logotipo da prefeitura de porto velho