OBRA
Hildon Chaves assina ordem de serviço para construção do Instituto de Longa Permanência do Idoso

17/Mar/2023 - 14:52

Município vai dispor de um local adequado para receber até 45 idosos

Projeto será executado pela SemescUm dia histórico para a assistência social de Porto Velho. Nesta sexta-feira (17), o prefeito da capital, Hildon Chaves, assinou a ordem de serviço para o início das obras de construção do prédio e do muro do Instituto de Longa Permanência da Pessoa Idosa (ILPI).

O local vai poder abrigar até 45 idosos, homens e mulheres, oferecendo um espaço adequado de acolhimento aos que necessitam de cuidados e que estejam em vulnerabilidade social, sob a gestão da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família (Semasf).

“O investimento será de R$ 7,4 milhões e vai garantir um espaço seguro e adequado aos idosos em vulnerabilidade social, que necessitam de um serviço de acolhimento, provisório ou permanente, para que possam desenvolver atividades e o convívio social, com a atenção que merecem”, destacou o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves.

O secretário da Semasf, Claudi Rocha, ressaltou que a construção do ILPI é mais uma conquista para o município. “Vamos dispor de uma unidade pronta para acolher aos idosos de forma provisória ou de longa permanência, em razão do rompimento dos laços familiares. Será um acolhimento com dignidade, respeito e todo o suporte de equipe técnica, infraestrutura adequada, serviços e atendimento de saúde, assistência social, lazer e outros cuidados para a garantia de seus direitos”.

O prédio será construído na Estrada da Penal, com o projeto executado pela Secretaria Municipal de Resolução Estratégica de Convênios e Contratos (Semesc), sob a gestão da secretária Rosineide Kempim, observando todas as necessidades que uma edificação com esta finalidade deve apresentar.

Ainda pontuou que a SEMESC possui equipe multidisciplinar especializada na elaboração de projetos voltados para atender a convênios e contratos, que possuem normas específicas exigidas pelos ministérios concedentes.

“É uma obra que nunca foi feita no município e extremamente necessária. Nós, toda a equipe técnica da Semesc, ficamos muito orgulhosos de fazer parte desse processo desde o início”, afirma a secretária.

Ao todo, o valor global da obra é de cerca de R4 7,4 milhões, com boa parte do valor resultado de emenda parlamentar da ex-deputada federal Mariana Carvalho, além de contrapartida da Prefeitura.

Texto: Eranildo Costa Luna
Foto: Ricardo Farias

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Compartilhe nas redes:
Twitter Whatsapp

Utilizamos cookies em acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
2024 © Prefeitura de Porto Velho - RO - SMTI