ASSISTÊNCIA
Prefeitura de Porto Velho realiza I Seminário Municipal de Acolhimento Familiar

24/Nov/2023 - 09:49

Evento acontece no dia 7 de dezembro, a partir das 8h, no L’Acordes Hotel

Em Porto Velho, 30 crianças vivem nas unidades de acolhimento do município, mas apenas seis possuem uma família acolhedoraCom objetivo de reforçar a importância do serviço Família Acolhedora e o fortalecer o acolhimento familiar em Porto Velho, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Família (Semasf) promove, no dia 7 de dezembro, o I Seminário Municipal de Acolhimento Familiar, a partir das 8h, no L’Acordes Hotel.

O evento é direcionado a toda a rede de proteção da criança e do adolescente, como psicólogos e assistentes sociais, além de estudantes de assistência social, serviço social e psicologia. Durante a programação, estarão presentes representantes da Promotoria da Infância do Ministério Público, do Tribunal de Justiça, e os conselheiros tutelares eleitos, que tomarão posse em 2024.

Magda de Sá, gerente do serviço Família Acolhedora, destaca que o acolhimento familiar em Porto Velho completa cinco anos na data do Seminário, e o evento realiza um panorama da Lei no município, apresentando dados e o histórico do programa.

“No seminário vamos falar justamente sobre a importância do acolhimento familiar, que é uma forma de nós podermos apresentar para todos os integrantes a proposta implantada há cinco anos no município de Porto Velho. A gente vem para desmistificar o acolhimento institucional e trazer essa proposta, que é o que está no Estatuto da Criança e do Adolescente, pois o acolhimento familiar é prioridade no Estatuto”, explicou.

Magda destacou ainda que o seminário terá a presença de Neuza Cerutti, assistente social referência no acolhimento familiar, precursora do projeto Família Acolhedora em Cascavel, no Paraná.

“Nós buscamos alargar os conhecimentos dos garantidores de direito, a fim de fortalecer o serviço de acolhimento familiar em Porto Velho, e comemorar os cinco anos de implantação do projeto, para que a gente possa expandir mais esse serviço, e que a população possa se inscrever, para que tenhamos mais famílias para acolher as nossas crianças e adolescentes”, finalizou.

FAMÍLIA ACOLHEDORA

Magda de Sá diz que o evento apresentará dados e histórico do programa durante os cinco anos de implantação do serviçoO município de Porto Velho iniciou em 2017 o projeto-piloto Família Acolhedora. Em 2018, houve a implantação da Lei 2551, de 7 de dezembro de 2018, que dispõe sobre o acolhimento familiar. Crianças e adolescentes vítimas de algum tipo de violência, retiradas do convívio familiar e que se encontram abrigadas temporariamente em unidades de acolhimento mantidas pela Prefeitura, podem ser acolhidas temporariamente por voluntários.

Em Porto Velho, 30 crianças vivem nas unidades de acolhimento do município, mas apenas seis possuem uma família acolhedora. Para se candidatar como voluntário, veja os critérios abaixo.
-Ter acima de 21 anos de idade (sem restrição de sexo e estado civil);
- Ser morador de Porto Velho há, no mínimo, dois anos;
- Não apresentar pendências com a justiça e nem qualquer órgão de garantia de direitos;
- Participar dos cursos de capacitação e atender às orientações da equipe técnica que acompanha a família;
- Todos os membros da família devem estar de acordo.

A pré-inscrição pode ser feita neste link. A partir de então uma equipe técnica entrará em contato para esclarecer dúvidas através do telefone de contato: (69) 98473-6021 e e-mail: familiaacolhedorapvh@gmail.com

Texto: Taís Botelho
Foto: Felipe Ribeiro

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Compartilhe nas redes:
Twitter Whatsapp

Utilizamos cookies em acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
2024 © Prefeitura de Porto Velho - RO - SMTI